"BIOGRAFIA"

"Isabel Rodrigues"

 
 

 

Isabel Maria Pimenta Rodrigues; nascida a 05 de Junho de 1947; natural de Coimbra.
Estudos: Bacharelato em Química - A sua profissão foi a de Professora no Ensino Secundário.
Actualmente estou Aposentada.
Exerçe serviço de Voluntariado na Universidade Sénior do Seixal, onde dirige a «Tuna Académica» tendo sido convidada a formar em 2006.
 
O seu interesse e gosto pela Poesia vem desde muito cedo, no entanto, enveredou pelos estudos musicais. Actualmente encontra-se a frequentar aulas de Poesia na Unisseixal e com grande entusiasmo o facto de ter a oportunidade de desenvolver este seu interesse cultural.
É membro de “Confrades da Poesia”.
 
Bibliografia:
Não tem livros editados
 
Sites:
 
 

Que a Paz comece na Terra
 
 
Que a Paz comece na Terra e comece comigo
Que o amor flua entre nós e se torne bondade
Assim nós seremos na Terra muito mais felizes
Daremos sentido ao que é a fraternidade
 
Que a Paz comece na Terra e comece comigo
Que demos as mãos uns aos outros sem falsidade
Assim nós seremos na Terra muito mais felizes
Lembrando onde estivermos que existe amizade
 
Que a Paz comece na Terra e comece comigo
Coragem e esperança se tornem a nossa vontade
Assim nós seremos na Terra muito mais felizes
Divina alegria será uma realidade.
 
 
Isabel Rodrigues – Fernão Ferro
 
 
 
 
Ser Chato nunca é demais
 
Já me sinto encurralado, chateado, zangado e agoniado,
Angustiado, manipulado, irritado e mal amanhado.
Não posso com alegria, acho que isso é fantasia, é pura pirataria.
Não é para gente sã, que pensa no amanhã.
É bem melhor ser sisudo,
Ser bem sério e dar a ideia, qua a gente é que sabe tudo.
Ser sisudo é mais seguro e até mais vantajoso, é fazer-se arrecear,
É dar a ideia de forte, bem feroz e corajoso,
É isso o que está a dar.
Porque afinal o sisudo, é aquele que tem razão,
E basta ler o jornal e ver a televisão.
Mostrar juízo, ser bem sério e mostrar grave semblante,
Desconfiar da alegria, de quem ri e outros tais…
É isso o que fica bem!...
…Ser chato, nunca é demais!
 
 
Isabel Rodrigues – Fernão Ferro
 
 
QUERO CANTAR
 
 
Quero cantar ser alegre
Que a tristeza não faz bem
Eu nunca vi a tristeza
Da alegria a ninguém
 
   Para ser feliz na vida
   Era isto que eu diria
   Deixar de lado a tristeza
   Valorizar a alegria
 
Deixar de lado a tristeza
Valorizar a alegria
Para ser feliz na vida
Era isto que eu diria
 
   Ser alegre e bem-disposto
   É receita milagrosa
   Afastar a escuridão
   E pôr lentes cor-de-rosa
 
Afastar a escuridão
E pôr lentes cor-de-rosa
Ser alegre e bem-disposto
É receita milagrosa.
 
 
 
Isabel Rodrigues – Fernão Ferro
 
 
 
 
Tolerância
 
Bonita palavra, soa bem.
Gosto de a sentir nos outros
Todos os outros.
E…
…para que eu usufrua do "processo”
Nada mais peço!
 
Tolerância,
Gostei!
Vou recomendar aos meus amigos,
Compadres e conhecidos.
Vou recomendar a toda a gente
Para que “eu”, viva contente!
 
 
Isabel Rodrigues – Fernão Ferro
 
 
 
 
 

"CONFRADES DA POESIA"

www.osconfradesdapoesia.com